Itaúnas

Itaúnas ou Dunas de Itaúnas é uma pequena vila ao norte do Espírito Santo. Fica próxima à divisa com a Bahia e pertence ao município de Conceição da Barra. Fica a 25 km de Conceição da Barra e a 270 km de Vitória - ES. A Vila de Itaúnas do Espírito Santo é a imagem da tranqüilidade, com uma igrejinha na praça, casas simples, pousadas rústicas, poucos carros e uma comida caseira deliciosa. A Vila de Itaúnas - ES mantém as tradições, moradores ainda pescam de canoas feitas de troncos maciços de árvores que chegam a pesar aproximadamente 250 kilos, cozinham tanto em fogões pré-fabricados, quanto em fogões à lenha. No Verão a Vila de Itaúnas normal é sair à noite descalço, o que torna esse pedaço do Espírito santo um lugar mais rústico ainda em ruas de terra. Especial para suas férias, lazer ou finais de semana.

O Rio de itaúnas

O Rio Itaúnas brota aos pés da serra que separa os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, pouco antes de chegar à Bahia. Passa por oito municípios do estado (ES) que fomam sua bacia hidrográfica, sendo que atinge 34 km de extensão, e dentro desses alguns estão dentro do Parque Estadual de Itaúnas.(clique aqui e leia sobre o parque Estadual de Itaúnas - ES) Junto ao mar, ainda alimenta e ajuda na formação de um gigantesco manguezal, e várias regiões de alagados. Banho não tem melhor. O negrume da água do Rio Itaúnas é transparente. Caramelo só na cor, porque o frescor é cristalino. O fundo é de areia, nos beiradões da Vila. Há também grandes pedras pretas formadas pelo próprio rio Itaúnas, mais uma curiosidade; as pedras são formadas pelo acúmulo de areia e posicionadas no meio do canal, que dão nome ao rio. Mas isso tudo é na vazante, que dura muito mais que as cheias. Em ciclos anuais irregulares o Itaúnas enche, emenda os meandros e sai à procura de barrancos, distantes muitos metros de suas margens. O resultado é um mar de água doce tão volumoso, que faz brotar lagunas do outro lado das dunas de Itaúnas, coladinhas ao oceano. Tanta água se resume em fartura de vida. Nas enormes ilhas flutuantes chamadas por aqui de balseiros, árvores adultas de embaúba e corticeiras descem o rio de Itaúnas vivas, misturadas a aningas e aguapés. E vêm arrastando camarões...

Próximos Shows

Mais shows